fbpx

Treinamento para profissionais de enfermagem para Internação Domiciliar

Objetivo: Proporcionar conhecimento amplo e científico, é específico aos profissionais que

atuam em atendimento domiciliar, através de aulas dinâmicas e práticas com amplo
referencial teórico.

O profissional irá aprender e revisar a execução correta das técnicas e cuidados de
enfermagem, assim como o manejo correto dos dispositivos, visando a segurança do cliente,
enfatizando a necessidade da aplicação das boas práticas e protocolos assistenciais.

Diferencial: Laboratório - Manequim de estudo com certificado internacional de qualidade na
Feira Hospitalar em Shangai, equipamentos, e materiais que são utilizados para o cuidado.

O profissional realiza procedimentos de competência da enfermagem na prática sob a
supervisão de enfermeiros que possuem experiência no seguimento, e conta com o acesso a
equipamentos, dispositivos e materiais necessários para essa prática.

INTERNAÇÃO DOMICILIAR

• Definição da ID, regulamentação da ANVISA e objetivos

• Classificação de atendimento de alta, média e baixa complexidade

• Postura e ética junto aos familiares e equipe multidisciplinar

• Imprudência, negligência e imperícia

• Importância das anotações de enfermagem

• Higiene e postura

• Sinais Vitais

• Medicamentos e vias de administração

• Conceitos e cuidados do sistema digestivo, e seus dispositivos SNG, GTT, Jejuno e alimentação enteral /
parenteral

• Conceitos e cuidados do sistema respiratório e seus dispositivos TQT, cateter nasal, VM, CPAP

• Conceitos e cuidados do sistema urinário e seus dispositivos SVD, Cistotomia, SVA

• Prevenção e cuidados com ulcera por pressão

• Atendimento as principais intercorrências: crises convulsivas, crise hipertensiva, engasgo, principais alterações
de Sinais vitais, Parada Cardiorrespiratória como proceder e manobras de reanimação

• Serviços de apoio

* A prática é realizada através do manuseio dos equipamentos (Bomba de infusão, Concentrador de
oxigênio, Aspirador elétrico, Oxigenoterapia...) e materiais que estão disponíveis para o atendimento a ID.

PUNÇÃO VENOSA E COLETA DE SANGUE

• Apresentação

• Anatomia do sistema venoso

• Fisiologia do sangue e Hematopoiese

• Boas práticas para punção venosa e coleta de sangue

• NR32

• Biossegurança

• Conhecer os dispositivos venosos para punção e coleta sanguínea

• Indicação e contra-indicação dos cateteres venosos

• Permanência dos dispositivos venosos

• Locais indicados para a técnica de punção venosa e coleta

• Reconhecer os materiais para a punção venosa e para a coleta

• Demonstração de punção venosa e venopunção para coleta

• Identificação dos tubos de exames laboratoriais

• Armazenamento dos tubos laboratoriais

• Transporte das amostras sanguíneas

• Desenvolver a técnica de punção venosa em laboratório

• Avaliação

* O curso conta com braço realístico para realização da prática do procedimento, com todos os dispositivos
disponíveis no mercado ( scalp, jelco vacultainer...)

LESÕES: CURATIVOS E COBERTURAS

• Fisiologia da cicatrização da Ferida

• Tratamento de pacientes com feridas

• Princípios Gerais do tratamento de Feridas

• Produtos para tratamento de Feridas

• Tratamento de feridas Crônicas

• Tratamento de Feridas Aguda

• Tratamento de Ulceras Vasculogênicas

• Técnica asséptica de curativo

• EPI's e Biossegurança

• Prevenção de lesão por pressão

*A prática é realizada através do manuseio de materiais de ultima geração que estão disponíveis no
mercado (Alginato de prata, Aquacel, Carvão Ativado, curativos com espuma – mepilex, placas de
hidrocolóide...), assim como a sua indicação nos determinados estágios da lesão.

ATENDIMENTO BÁSICO PRÉ HOSPITALAR

• Avaliação e segurança de cena de Emergência

• Avaliação primário e secundário – ABCDE

• Protocolo AHA American Heart Association (Parada Cardiorrespiratório)

• Omissão de socorro

• Abordagem a vítimas de Trauma

• Imobilização e transporte

• Retiradas de Vitimas

PCR/RCP

• Crise convulsiva

• Sincope

• Ovace

• Hemorragias e ferimentos diversos

• Queimaduras

Simulação Prática de RCP, inclusive uso do DEA pranchamento, mobilização, colar cervical todas as
técnicas acima são praticadas por todos os alunos

Vacinação

• Tipos de Vacinas
• BCG (noções e práticas com manequim realístico)
• Situações em Surtos
• Contra indicações a vacinas
• Adiantamento da Vacina
• Rede de Frio (com prática na organização)
• Situações do HIV
• Reação das Vacinas no organismo
• Cuidados com Imunobiológicos
• Cuidados na utilização do refrigerador
• Preenchimento da carteira de vacinação
• Formas de atualização da carteira de vacinação
• Treinamento prático de aplicação de vacinação em geral em manequins infantil e adulto
• Informações Técnicas sobre vacinas COVID-19

Atendimento a Pacientes Psiquiátricos

Atendimento na emergência:
- Distúrbios de sentimentos, ações e pensamentos que podem gerar risco
social ou de vida grave, necessitando de intervenção imediata. Exemplos:
podem se destacar tentativa de suicídio e automutilação.

Atendimento na urgência:
- Situação mais branda, com riscos menores, que necessita de intervenção
em um curto prazo (dias, semanas.) Exemplos: Comportamentos bizarros,
quadros agudos de ansiedade, síndromes conversivas, entre outros.

Atendimento Eletivo:
Situação que envolvem pacientes que buscam atendimento para
renovação de receitas médica, quadros de ansiedade leve.

Identificar tipo de Surto

-Estabilização do quadro
- Hipótese diagnóstica
- Exclusão de causas orgânicas
- Encaminhamento
Após estabilização do quadro e controle de riscos, podendo ser internação
hospitalar, hospital dia, ambulatório, entre outros.

Humanização no atendimento
O paciente sempre precisa ser abordado de forma não ameaçadora,
comunicativa e esclarecedora, transmitindo a noção de que, se for
necessária a utilização de restrição ou isolamento, bem como medicações.

Segurança da equipe de Enfermagem
O médico ao concluir sua avaliação inicial, deverá ter condição se o
paciente está seguro, se existe um quadro orgânico causado, se está em
surto psicótico, se existe ideações homicidas e suicidas.

Atendimento em Sala de Emergência

Implantação de Protocolo de atendimento
Implantação de Medicamentos que devem ter na unidade
Drogas Vasoativas
Classificação emergência ou urgência

Reconhecer os sinais e sintomas e condutas:
- IAM (Infarto Agudo do Miocárdio)
- AVC (Acidente Vascular cerebral)
-SEPSE
- Convulsão
- Engasgo
- PCR (Parada Cardiorrespiratória) Protocolo AHA American Heart
Association)
- DEA
- Abordagem a vítimas de trauma
- Intoxicação
- Hipoglicemia e Hiperglicemia
- Crise Hipertensiva

- Edema Agudo de Pulmão
- FAB (Ferimento arma branca)
- FAF (Ferimento arma de Fogo)
- Queimaduras
- Fraturas
- Controle de Hemorragias e ferimentos diversos
- OVACE
-Sincope

A Consultoria Ritacco conhecedora das necessidades de um mercado globalizado e
dinâmico, consciente do papel fundamental que a contribuição dos colaboradores
possui para o sucesso de seus parceiros, e utiliza suas experiências adquiridas para
inovar o mercado.

Acreditando, investindo, valorizando o potencial e a mão de obra humana.

TEL: 11 94736 5210

TEL: 11 94020 1785

CNPJ 21.092.095.0001/09